Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Jogos #1

por ivy hurst, em 10.04.14

Tomb Raider

 

Ai de mim não falar do Tomb Raider... Não foi o primeiro jogo que eu joguei na vida (acho eu), mas foi o que mais me marcou. Lembro-me perfeitamente do dia em que eu fui com o meu pai comprar o jogo. Fomos a um videoclube, e tinha lá uma secção com vários jogos. Este foi o que captou mais depressa a atenção do meu pai, por isso ele comprou-o. Assim que chegámos a casa, o meu pai colocou o cd na nossa Sega Saturn e foi... Eu nem sei bem. O meu pai jogava e eu simplesmente ficava a vê-lo a jogar. Tinha cinco anos, e havia coisas que me assustavam. Mas mesmo assim eu não saía dali, porque queria ficar ali a ver, a ajudar o meu pai. Lembro-me de ser a mais atenta dos dois, pois às vezes ele nem via os medkits, ou "malas de primeiros socorros". Eu tinha alguma dificuldade em dizer essas quatro palavras, e então eu aproximava-me da tv, punha o dedo no ecrã, apontando para o objecto. "Olha ali pai! Olha ali uma mala de primeiros socornos!" Era assim que eu lhe dizia. Isso fazia-o sempre rir, e eu nem percebia porquê. Só mais tarde é que entendi... O meu pai gostou tanto do jogo que depois continuámos a jogar os restantes. E faziamo-lo sempre juntos, sempre juntos. Um não jogava sem o outro. A Lara Croft tornou-se na minha heroína rapidamente. E como ela era uma destemida. Corria e corria sem parar, saltava para aqui, para ali, nadava imenso, matava homens, mulheres e bichos maus, e não tinha medo de nada nem de ninguém. E eu queria ser como ela quando fosse grande. Jogámos o primeiro, o segundo, o terceiro, o quarto, o quinto, o sexto... Mas entretanto chega um Tomb Raider diferente. Legend. Esse não funcionava no computador que eu tinha na altura, e eu fiquei bastante triste com isso. Felizmente ele funcionava no computador de uma amiga e de uma prima minha, então sempre que eu lá ia, jogava. Mas não era igual, eu queria-o no meu computador. Certo dia, os meus pais compraram então um novo computador. Quando a minha mãe me deu essa notícia, eu simplesmente comecei a chorar de felicidade no meio de um centro comercial. e sussurrei "finalmente vou poder jogar o Tomb Raider..." Apesar de não ser tão novinha, eu continuei a amar aqueles jogos. E então depois chegou o Anniversary, e o Underworld... E eu joguei-os, vezes e vezes sem conta. Mas já não era igual, já não estava ali com o meu pai a jogar. Desde o Legend que isso não acontecia. E então tivemos de esperar anos e anos por um novo. E finalmente saiu o novo Tomb Raider, a março de 2013. Sacámo-lo de imediato, e eu queria começar logo a jogá-lo. Mas o meu pai impediu-me... "Só jogas quando eu voltar do trabalho, vamos jogá-lo juntos." Isso fez-me ficar tão feliz... E assim o fizemos, jogámos juntos, como fazíamos antigamente. E agora estamos à espera que venha o próximo. Tomb Raider é um jogo que eu hei-de amar sempre. Sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:46



Sobre mim


Olá! Sou a Nessie, tenho 22 anos e sou Portuguesa. Este é um blog pessoal, e como tal poderão encontrar várias coisas, desde devaneios, a desabafos ou até mesmo reviews. Sê muito bem-vindo ao meu cantinho!




Instagram


Atualmente a ver:

Orphan Black
Temporada 5, Episódio 4 ✔


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.